Tag "star trek"

  • Revista de ficção científica Starlog

    Starlog Magazine is available for free online!

    A revista Starlog, publicada nos Estados Unidos entre 1976 e 2009, foi o maior veículo de comunicação no gênero Ficção Científica (Science Fiction) e trazia novidades e informações dos bastidores de filmes e séries para os ávidos fãs nerds em tempos em que a própria Internet era Ficção Científica. Fez a cabeça de muitas pessoas (eu, inclusive) que curtem histórias de relações humanas e que se passam em ambientes incomuns, indo desde uma “galáxia muito, muito distante” até “onde nenhum homem jamais esteve”.

    Aqui no Brasil a revista teve uma versão publicada pela Mythos Editora, e que era muito difícil de conseguir por ter distribuição setorizada. Lembro de conseguir com dificuldade algumas Starlogs importadas que chegavam em São Luís no começo dos anos 90 com matérias sobre Star Trek The Next Generation, mas eram caras pra mim na época.

    Agora todos os seus números estão disponíveis (em inglês) de graça no Internet Archive.
    continue lendo
  • 45 anos de Star Trek

    No dia 08 de setembro de 1966 foi ao ar o sonho de um mundo unido, sem pobreza, sem preconceitos em que os humanos fazem parte de uma confederação galática que explora os mistérios da vida, “audasiosamente indo onde nenhum homem jamais esteve” a bordo da nave estelar USS Enterprise[bb]. Este sonho foi vivio por Gene Roddenberry, criador da série televisa e depois cinematográfica, que lançou uma das (senão a mais) famosa série de Ficção Científica[bb], abordando de modo inteligente e inovador temas sociais, dramas pessoais, conflitos tendo como pano de fundo a Via Láctea.

    A história de Star Trek[bb] é vastíssima e com pouca pesquisa na internet você deve achar miuta, mas muita inforação mesmo a respeito. Por isso vou poupar tempo e espaço no Blogarte.

    Deixo aqui um belíssimo infográfico que mostra a evolução de Star Trek[bb] ao longo desses 45 anos e abrindo caminho para que esta data estelar seja celebrada mais e mais vezes. “Dobra espacial 9, sr. Sulu. Acionar”.

    The entire history of Star Trek is in this SPACE.com timeline infographic.

    Fonte

    continue lendo
  • Artes conceituais do novo Star Trek

    Como bom trekker, designer e professor de Arte babei ao ver as imagens das artes conceituais elaboradas por dois dos mais phodásticos artistas gráficos da indústria cinematográfica: James Clyne e Ryan Church.

    Artes conceituais de James Clyne:

    zz76c90eda

    zz238ce2b5

    zz5cd96b85

    zz2f6ff2e6

    zz19a8df91

    zz57d33416

    Artes conceituais de Ryan Church:

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    Star Trek Concept Art By Ryan Church

    star_trek_ryan_church_08

    continue lendo
  • Presente de Dia dos Namorados e Aniversário

    Como em Junho comemoramos não só Dia dos namorados mas nossos aniversários também, vejam só o que minha esposa me deu de presente…

    trekCom o mais novo filme da franquia de Jornada nas Estrelas nos cinemas, a Paramount programou alguns lançamentos interessantes para agradar não apenas aos trekkers de plantão, mas a possíveis simpatizantes das histórias da franquia de Star Trek. Para isso, lançou, no mês passado, o Box da 1ª temporada da série clássica, versão “remasterizada”, onde os episódios passaram por um “upgrade” em seu som, imagem, e principalmente nos efeitos especiais, ganhando ares mais atuais, mas sem mexer nas histórias. Agora, a distribuidora está lançando este mês no mercado nacional de vídeo um Box com todos os filmes da série estrelados pela tripulação original da Enterprise.

    Com o nome de Jornada Nas Estrelas – Original Motion Collection, o Box, composto de 7 discos, chegará às lojas de vídeo no dia 26 deste mês de maio, ao preço de R$ 120,00, e trará os 6 primeiros filmes da franquia no cinema: Jornada nas Estrelas – O Filme; Jornada nas Estrelas II – A Ira de Khan; Jornada nas Estrelas III: À Procura de Spock; Jornada nas Estrelas IV: O Retorno à Terra; Jornada nas Estrelas V – A Fronteira Final; e Jornada nas Estrelas VI: A Terra Desconhecida. Cada disco trará um filme, acompanhado de diversos extras, mas um dos mais esperados é o disco 7, apenas com extras, como “Jornada Nas Estrelas – Encontro dos Capitães”, um documentário especial, onde pela primeira vez na história da franquia, cinco dos grandes nomes que estiveram além da Fronteira Final, foram reunidos para um evento inédito. Gravado exclusivamente para a Coleção Jornada nas Estrelas – O Filme, William Shatner, Leonard Nimoy, Patrick Stewart, Jonathan Frakes, ancorados por Whoopi Goldberg falam sobre divertidos e reveladores detalhes sobre trabalhar em Jornada nas Estrelas e como isso afetou suas vidas e suas carreiras. Algo sem dúvida imperdível para os trekkers de carteirinha.

    Quem comprar o Box também ganhará uma camiseta personalizada de Jornada nas Estrelas. Vale lembrar que todos os filmes de cinema da franquia já foram lançados no mercado nacional de vídeo, primeiro em edições simples, e depois em edições especiais – todas compostas de discos duplos, com toneladas de extras. Embora esta coleção traga novamente os filmes em discos simples, os extras são diferentes, e há um adicional que os DVDs anteriores não trouxeram: a dublagem em português, recuperada para esta nova edição, e muito valorizada por quem curte assistir os filmes falados em nosso idioma.

    Como as edições duplas encontram-se praticamente esgotadas no mercado de vídeo, esta é uma nova oportunidade para se adquirir os filmes de Jornada, e o pacote vale a pena, com especial destaque para os filmes II, IV e VI. Em menor escala, vêem os filmes III (que complementa o II), o I (tudo tem de ter um começo, ou neste caso, um recomeço), e claro, o dispensável filme V, que por pouco não acabou com a série de cinema. Todos eles estrelados pelos personagens da série clássica: Kirk, Spock, McCoy & Cia. E, se tudo se concretizar nas boas receptividades do público ao novo filme nos cinemas, Jornada ainda terá muito a apresentar. Vida longa e próspera…

    Fonte: Pop Balões

    Obrigado, meu amor…

    continue lendo
  • Star Trek – repercussões e a série original

    3654

    Já que o novo filme de Star Trek alcançou a maior bilheteria nos cinemas na história da franquia da série, o filme soma em 10 dias 148 milhões nos EUA e mundialmente, a nova  já já está em quase 200 milhões (fonte: Omelete). No Brasil, o novo Jornada nas Estrelas ficou atrás do fraco Wolverine, que teve um ótimo merchandising por aqui, trazendo até o Hugh Jackman).

    Ora, se até Obama, disse em entrevista ao jornalista Jon Meachan, da Newsweek que:

    obamaObama: Agora, em relação a filmes nós estamos muito bem pois ocorre que nós temos uma boa sala de cinema em minha casa — então vimos Star Trek, que eu achei bom. Todos estão dizendo que eu sou Spock, então eu pensei que era melhor eu verificar e — [o presidente faz a saudação vulcana com a sua mão] Fonte: Trek Brasilis.

    Então já damos mais que certa a continuação sendo que pode ser, pode ser, que teremos o bom e velho Bill Shatner aparecendo nesse sequência e quem sabe até Khan! Ora, uma vez que ficou estabelecida uma nova linha temporal no universo de Jornada, é mais que esperado o (re)surgimento de personagens clássicos da série e dos filmes.

    Mas se você é um fã novo por causa do filme e nunca viu a série original (de 1966 a 1969) ou se é um fã das antigas querendo matar saudades, vá no site do FARRA cadastre-se e faça o download de todas as 3 temporadas dessa maravilhosa série de ficção científica e aventura. Mas fã que é fã mesmo (igual a mim) compra os boxs dos dvds de Jornada nas Estrelas pra ter bonitinho na sua estante.

    continue lendo
  • Minha opinião sobre o novo Star Trek


    Antes de mais nada deixo claro aos leitores que não me considero um simples fã de Star Trek. Me considero um trekker. Comecei a gostar de ficção científica por causa de Star Trek. No começo dos anos 90 quando Internet era quase coisa de ficção científica no Brasil e ainda mais em São Luís, Maranhão, eu me atualizava sobre a série, filmes e outras coisas por meio da antiga revista Starlog (importada cara pra cacete na época pra mim, cheguei a comprar poucas) ou pela recém extinta revista Set e outras raridades que eu achava perdidas nos sebos da Av. Magalhães de Almeida (ah, tantas tardes eu fiquei fuçando ali).

    Meu primeiro contato foi com a série clássica na época que passava na Bandeirantes. Cheguei a ser associado da Frota Estelar Brasil, fã-clube que enviava fazines fotocopiados com textos traduzidos e outros produzidos por fãs brasileiros. Certa vez recebi um cartão colorido em formato grande com uma foto de Spock fazendo a saudação vulcana – o máximo!  Lembrem-se que nos anos 90, sem Internet, ser nerd não era tão cool quanto hoje. Dito isto, vamos ao meu review do filme novo (deve ter bastante spoilers, portanto se você ainda viu o filme talvez não queira ler)…

    Como tinha dito nos posts anteriores em que mostrei o teaser, o trailer e outros, criei uma grande expectativa sobre esse filme. Expectativa igual recentemente talvez tenha tido só por Batman Cavaleiro das Trevas (que também sou fanzaço). Resultado: minhas expectativas foram superadas e em dobra espacial fator 8!

    O filme é uma experiência audio-visual que faz com que o espectador mergulhe no universo de Star Trek. Tudo que você vê ou ouve na tela foi precisamente projetado por pessoas com talento e competência acima da média de outros filmes. J.J. Abrams (diretor do filme, criador de Lost); Roberto Orci e Alex Kurtzman (roteiristas) e Damon Lindeloff (produtor, co-roteirista e co-produtor de LOST) conseguiram, em uma única tacada, reavivar a franquia para os antigos fãs e estabelecer uma nova para aqueles que não conheciam Star Trek.

    Todos os elementos que fizeram a criação de 1966 de Gene Rodenberry ficar famosa gerações atrás estão lá. A união de diversas raças alienígenas em prol do progresso e paz entre elas na forma da Federação dos Planetas Unidos. A tecnologia quase  mágica que possibilita a viagem em dobra espacial pela galáxia. A competência e dedicação dos oficiais da Frota Estelar. A equipe de criação do filme pensou em tudo e não esqueceu nada!

    O respeito à tradição de Star Trek e a releitura de elementos clássicos como os uniformes, a ponte de comando, os comunicadores, os phasers, as naves e estações e os efeitos sonoros! Ah os efeitos sonoros! Eles fazem com que toda e memória emocional de caras da antiga como eu volte e torne a experência muito mais gostosa. Cada bipe, zunido e roncar de nave era de arrepiar. E até a falta de som em algumas partes (como efeito dramático) era linda.

    A trilha sonora manteve a grandiosidade do legado de Jerry Goldsmith, que imortalizou os músicas nos filmes. Mas, ao mesmo tempo, tiveram a ousadia de colocar até a música “Sabotage” dos Beast Boys! E foram bem sucedidos! Fique até o final dos créditos pra apreciar a releitura do tema da série clássica e do tema dos filmes.

    O elenco. A seleção pra representar novas versões de personagens que são considerados quase semi-deuses pra uma legião de fãs espelhados pelo mundo não deve ter sido nada fácil. Mas esse foi o acerto mais em cheio que tiveram. Chris Pine como Kirk está totalmente hilário quando tem de ser, dramático no ponto certo, cínico na hora exata, um action hero com atitude e canastrão sempre, ou seja, o cara se tornou o Kirk que conhecemos. Não consigo imaginar outro ator no lugar do jovem Spock além de Zachary Quinto. O cara parece demais com Leonard Nimoy e de quebra deu seu estilo ao personagem porém não descaracterizando-o de jeito algum. Karl Urbarn deve ter encorporado (eheh) o espírito do finado DeForest Kelley como Dr. McCoy, era até assustadora a semelhança na rabugentice e expressões do bom doutor. Todos os demais atores tiveram seu momento merecido na tela, com participações essenciais na trama, sem serem jogados só pra estarem lá. Uhura, Checov, Sulu e Scott tem suas funções muito bem planejadas. E o velho Nimoy hein? Só digo uma coisa… uma lágrima se forou no canto do meu olho quando ele falou “Vida longa e próspera” fazendo a saudação vulcana.

    Esse deve ter sido um dos posts mais longos que já fiz sem ter sido num artigo sobre arte ou design, mas foi necessário. Star Trek merece ser revisto por fãs que esqueceram, ser conhecida por novos fãs e ter sua continuidade garantida pelos que sempre foram fiéis.

    continue lendo
  • Star Trek: o futuro começa… hoje!

    http://scifipulse.net/wp-content/uploads/2008/12/st_crew_banner_121508.jpg

    Hoje estréia o novo Star Trek, filme que acabou se tornando um dos que mais tô ansioso pra assistir, mas vou ter de segurar minha onda porque só vou poder ir ao cinema amanhã!! Droga!

    continue lendo
  • Star Trek – 8 de maio (tá perto)!

    Caramba, fiquei ansioso assim por um filme só com Batman Cavaleiro das Trevas. Esse novo Star Trek promete… Assista a seis comerciais pra TV que peguei no Omelete.

    TV 1

    TV 2

    TV 3

    TV 4

    TV 5

    TV 6

    continue lendo
  • Mais um trailer do novo Star Trek

    [youtube ko1YIxIBbVY]

    Acho que esse filme será phodástico. Parece que J.J. Abrahms (criador de Lost)  irá reinventar toda a franquia tornando-a atraente para novos fãs e respeitando a tradição dos fãs antigos como eu…

    continue lendo