Tag "filme"

  • Batman v Superman – Ben Affleck é o Batman!

    Foi divulgada ontem a primeira imagem clara e em cores do Batman no seu uniforme/armadura no filme Batman v Superman que será lançado em março de 2016. Veja abaixo:

     

    Fiz um tratamento e manipulação da imagem postada originalmente no site JPosters e aqui está o resultado:

    Montagem: Garcia Junior @imagetica Imagetica Design

    Montagem: Garcia Junior @imagetica Imagetica Design

    continue lendo
  • Unboxing Hot Wheels 1:50 Batman

    [bb]Como alguns dos leitores do Blogarte devem saber sou colecionador de História em Quadrinhos, miniaturas e figuras de ação (as actions figures). Na verdade aprendi a ler com as HQs e isso influenciou grandemente a escolha das minhas duas profissões: professor de Arte e designer gráfico. Muitos colecionadores de miniaturas e figuras de ação mantém suas peças intactas nas embalagens, pois valorizam o estado original delas e, caso se desfaçam no futuro, elas podem ser vendidas a valores muito altos de acordo com a integridade e com a raridade, que é determinada pela quantidade de peças produzidas e comercializadas em relação à procura pelos colecionadores. Algumas peças são edições limitadas e são numeradas pelo fabricante (ex: 1 de 10.000) e tornam-se cobiçadas no mundo do colecionismo.

    O colecionismo é um excelente hobby, pois dá uma satisfação de ter conseguido uma peça desejada, possibilita a imersão dentro de um mundo específico funcionando como uma válvula de escapa da realidade (mas fazendo de modo equilibrado e saudável) e envolve algo inestimável que é o valor emocional com uma peça que a maioria posso considerar irrelevante ou uma “bobagem”. Na verdade você pode colecionar qualquer coisa, desde tampinhas ou latas de refrigerante até carros esporte de luxo como Ferraris ou Lamborghinis. Obviamente isso depende do poder aquisitivo da pessoa. O que determina o “colecionador” é o nível de conhecimento e dedicação ao foco de sua coleção. E existe uma diferença entre quem coleciona e quem acumula itens.

    Como colecionador fiz um vídeo de teste de “Unboxing” um termo usado para a abertura da caixa de uma peça ou um set (conjunto) de peças. Alguns denominam os que mantém na caixa/embalagem de “on board” e os que tiram de “off-board”.  A peça de teste que escolhi foi um set da Hot Wheels (marca de carrinhos e veículos em miniatura da Mattel) da escala 1:50 (quer dizer 50 vezes menor que o tamanho real, mas nem sempre a proporcionalidade é acurada) relacionado ao filme Batman de 1989 e Batman Returns de 1992, ambos dirigidos por Tim Burton.

    Bem, sem mais demora e me desculpando os erros técnicos e de informação, já que é um vídeo teste, aí está:

    continue lendo
  • HOME documentário em alta definição

    Adoro documentários. Assisto muito mais documentários do que vejo TV. Na verdade só tenho Tv por assinatura por causa dos canais de documentários. Quem acessa o Blogarte com frequência sabe disso e já deve ter visto minhas dicas por aqui. Com os sites de compartilhamentos de vídeos e de downloads, você acha fácil canais que possuem documentários de excelente qualidade como este que compartilho com vocês leitores.

    Classifico esse documentário chamado HOME (Lar) - União Européia, 2009, 93 min. – Direção: Yann Arthus-Bertrand - como um dos melhores sobre o tema Ciência, Antropologia, Meio-ambiente e Sustentabilidade. Ele é super bem produzido visualmente, como tomadas do espaço, vistas de satélite, de sobrevoos, todas com belíssima fotografia acompanhada pela trilha de Armand Amar. O texto da narração (na voz de Glen Close)  é um dos mais ricos e bem escritos que já vi mostrando desde as origens da vida no planeta e o equilíbrio existente entre as espécies até a atuação do Homo Sapiens, que em apenas 50 anos, dos seus 200 mil anos de existência, está mudando completamente as características da vida no planeta, que existe há 4 bilhões de anos. O Filme clama pela atitude do indivíduo e da união de força dos povos para que ainda possamos salvar o que restou dele.
    Este filme é um alerta e uma declaração de amor ao nosso lar: a Terra.

    Um ambicioso documentário, Home foi lançado no dia 5 de junho de 2009, Dia Mundial do Ambiente, simultaneamente em vários formatos (cinema, DVD, online). Seu impacto teria sido decisivo para vários políticos verdes nas eleições do Parlamento Europeu dois dias depois. Não é para menos. O fotógrafo Yann Arthus-Bertrand vendeu três milhões de cópias de seu livro – A Terra Vista de Cima – desde seu lançamento, em 1999. A versão animada demorou três anos para ser completada, com 217 dias de filmagem em 54 países diferentes.

    O texto é sóbrio, sobre um desfilar de imagens que nos levam ao arrebatamento, quando mostram a natureza ainda em sua pluralidade e dimensão, e ao estarrecimento, como as cenas de uma fazenda de gado nos Estados Unidos onde milhares de vacas se aglomeram em um território onde não se encontra uma única folha de grama – elas estão lá para nos alimentar (nós que consumimos 13 mil litros de água por um quilo de carne) e não para serem alimentadas como um dia foram, em pastos naturais.

    Como um dia foi parece ser a mensagem central do filme, aliada a outra: o que estamos às vias de perder e como. Toda a filmagem foi feita com câmeras montadas em estabilizadores em helicópteros. O resultado busca nos trazer uma concisa história da civilização humana, de suas conquistas mas, principalmente, de seus prováveis custos à nossa sobrevivência. “Nos últimos 50 anos, a Terra foi mais radicalmente modificada do que em todas as gerações humanas no planeta”, lembra a narradora, enquanto a câmera percorre campos, montanhas, megalópolis, aglomerações, fazendas, miséria, desperdício, nosso triste legado ao planeta.

    Há poesia em Home, tanto em palavras como em imagens, e talvez por isso nos sentimos incomodados por uma nostalgia do que verdade nem chegamos a conhecer, e por uma preocupação que agora nos visita cotidianamente, com o noticiário crescentemente refletindo nossos medos. “Esta é a medida de nosso tempo: o relógio de nosso mundo agora bate no ritmo de máquinas infatigáveis” que se valem do poder do sol. A humanidade conquistou o petróleo, e conseguiu transformar um litro dele em 100 horas/homem de trabalho. Agora, a mesma substância que nos trouxe o conforto e o desenvolvimento nos ameaça com a ruína. E ainda assim não paramos e não nos saciamos: hoje imensas extensões de terra usam alimentos para produzir combustível para que as máquinas continuem, infatigáveis.

    Home traz um sem-número de dados alarmantes, principalmente nos textos que rolam pela tela em seu final. Não há muito que seja desconhecido das pessoas que acompanham as notícias sobre o ambiente, mas imagens, como se sabe, são muito poderosas. A música de fundo é incessantemente pungente. Resta o consolo de saber que trabalhos como os de Yann Arthus-Bertrand vêm ganhando maior audiência. O fato de o documentário ter sido bancado pelo grupo PPR, imenso aglomerado de grifes de moda, nos diz também que corporações começam a examinar o território à sua volta e nossos hábitos de consumo sob uma ótica já em processo de mudança – se nos formos, elas também irão. Fonte.

    Aqui você baixa a legenda se quiser salvar do Youtube e ver depois.

     

    continue lendo
  • Documentários sobre Arte

    Um dos recursos didáticos mais interessantes pra ser usado com alunos na disciplina Arte, principalmente no Ensino Médio, são os documentários. Canais como History Channel, NatGeo, Discovery e BBC são os mais conhecidos por produzirem documentários com conteúdo apurado, rico no aprofundamento sobre a vida, técnica e obras de vários artistas ou da contextualização de períodos históricos e movimentos artísticos. Veja abaixo muitos documentários disponíveis na íntegra no Youtube, muitos legendados e alguns dublados. Se você usa o navegador Chrome pode baixar uma extensão de salvar vídeos do Youtube aqui.

    “O Poder da Arte – Bernini (BBC)”. Gian Lorenzo Bernini ou simplesmente Bernini (Nápoles, 7 de dezembro de 1598 — Roma, 28 de novembro de 1680) foi um eminente artista do barroco italiano, trabalhando principalmente na cidade de Roma. Distinguiu-se como escultor e arquiteto, ainda que tivesse sido pintor, desenhista, cenógrafo e criador de espectáculos de pirotecnia. Esculpiu numerosas obras de arte presentes até os dias atuais em Roma e no Vaticano

    [youtube ZPZjqjk_OVw]

    “O Poder da Arte – Caravaggio (BBC)”. Michelangelo Merisi da Caravaggio (Milão, 29 de Setembro de 1571 — Porto Ercole, comuna de Monte Argentario, 18 de Julho de 1610) foi um pintor Italiano atuante em Roma, Nápoles, Malta e Sicília, entre 1593 e 1610. É normalmente identificado como um artista Barroco, estilo do qual foi o primeiro grande representante. Caravaggio era o nome da aldeia natal da sua família, do qual adotou-o como seu nome artístico.

    [youtube 5r7btMnbpvM]

    “Mundo Estranho, Leonardo da Vinci – O Homem que Queria Entender de Tudo”. O documentario conta a vida do italiano Leonardo da Vinci, desde o seu nascimento no pequeno vilarejo de Vinci ate sua morte. Por meio de reconstituicoes de epoca (com atores etc) e entrevistas com alguns dos maiores especialistas na obra, os filmes retratam cada episodio marcante na trajetoria daquele que e considerado uma das mentes mais brilhantes da historia. E tocam em todos os pontos mais curiosos de Da Vinci.

    [youtube XDhqc1zxWS8&feature=related]

    “Paul Klee – O Diário de um Artista”. O programa entra na intimidade do artista plástico Paul Klee por meio das páginas de seu diário para entender sua relação com a arte. Através de suas histórias de vida na Alemanha nazista, da vida familiar, da influência de grandes artistas como Kandinski e movimentos como o expressionismo e o cubismo, conhecemos um pouco mais o pintor e entendemos como suas idéias, sua curiosidade e seus métodos o levaram a se tornar um dos maiores pintores do século XX.

    Paul Klee (Münchenbuchsee, 18 de dezembro de 1879 — Muralto, 29 de junho de 1940) foi um pintor e poeta suíço naturalizado alemão. O seu estilo, grandemente individual, foi influenciado por várias tendências artísticas diferentes, incluindo o expressionismo, cubismo, e surrealismo. Ele foi um estudante do orientalismo. Klee era um desenhista nato que realizou experimentos e, conseqüentemente, dominou a teoria das cores, sobre o quê ele escreveu extensivamente. Suas obras refletem seu humor seco e, às vezes, a sua perspectiva infantil, seus ânimos e suas crenças pessoais, e sua musicalidade. Ele e seu amigo, o pintor russo Wassily Kandinsky, também eram famosos por darem aulas na escola de arte e arquitetura Bauhaus.

    [youtube tI-mW8mZfjU]

    “Escher – Metamorfose”. A vida e a obra do artista gráfico M.C. Escher, o mago da perspectiva, cujo objetivo era exprimir suas idéias com clareza, fazendo uma análise dos padrões geométricos de seus trabalhos de xilografia, da sua maneira revolucionária de utilizar a ilusão de ótica e até de produtos publicitários.

    Maurits Cornelis Escher (Leeuwarden, 17 de Junho de 1898 – Hilversum, 27 de Março de 1972) foi um artista gráfico holandês conhecido pelas suas xilogravuras, litografias e meios-tons (mezzotints), que tendem a representar construções impossíveis, preenchimento regular do plano, explorações do infinito e as metamorfoses – padrões geométricos entrecruzados que se transformam gradualmente para formas completamente diferentes. Uma das principais contribuições da obra deste artista está em sua capacidade de gerar imagens com efeitos de ilusões de óptica. Foi numa visita à Alhambra, (veja o vídeo aqui) na Espanha, que o artista conheceu e se encantou pelos mosaicos que havia neste palácio de construção árabe. Escher achou muito interessante as formas como cada figura se entrelaçava a outra e se repetia, formando belos padrões geométricos. Este foi o ponto de partida para os seus trabalhos mais famosos, que consistiam no preenchimento regular do plano, normalmente utilizando imagens geométricas e não figurativas, como os árabes faziam por causa da sua religião muçulmana, que proíbe tais representações.

    A partir de uma malha de polígonos, regulares ou não, Escher fazia mudanças, mas sem alterar a área do polígono original. Assim surgiam figuras de homens, peixes, aves, lagartos, todos envolvidos de tal forma que nenhum poderia mais se mexer. Tudo representado num plano bidimensional. Destacam-se também os trabalhos do artista que exploram o espaço. Escher brincava com o fato de ter que representar o espaço, que é tridimensional, num plano bidimensional, como a folha de papel. Com isto ele criava figuras impossíveis, representações distorcidas, paradoxos. Mais tarde ele foi considerado como um grande matemático geométrico.

    [youtube pVwrUUwzBRo]

    “Lascaux – A Pré-História da Arte”. Lascaux é um complexo de cavernas ao sudoeste de França, famoso pela suas pinturas rupestres. A disposição da caverna, cujas paredes estão pintadas com bovídeos, cavalos, cervos, cabras selvagens, felinos, etc., permite pensar tratar-se de um santuário. As investigações levadas a cabo durante os últimos decénios permitem situar a cronologia das pinturas no final do Solutrense e princípio do Madalenense, ou seja, 17.000 anos AP. Todavia, certos indícios, tanto temáticos como gráficos levam a pensar que algumas das figuras podem ser mais recentes, sendo tal hipótese, confirmada por datações com Carbono 14, em cerca de 15.500 anos AP.

    Episódio da série PALETAS, que analisa as simbologias e as técnicas empregadas por artistas em diferentes obras e em distintos momentos da história da arte. As formas, as variações de cor, os contrastes, os aspectos histórico e uma breve biografia do autor são ressaltados como elementos fundamentais para a compreensão estética e geral de cada obra.

    [youtube WNbWHLU-U4o]

    continue lendo
  • Erros Mortais

    Vídeo hilário feito pelo pessoal da Retro Digital VFX, estúdio de filmagem, edição, animação , efeitos visuais e pós-produção[bb] de São Luís – MA. Essa galera jovem e criativa tá fazendo coisas cada vez mais elaboradas e interessantes e já me tornei fã.

    [youtube 0b7-OdGfgwE&]

    continue lendo
  • 45 anos de Star Trek

    No dia 08 de setembro de 1966 foi ao ar o sonho de um mundo unido, sem pobreza, sem preconceitos em que os humanos fazem parte de uma confederação galática que explora os mistérios da vida, “audasiosamente indo onde nenhum homem jamais esteve” a bordo da nave estelar USS Enterprise[bb]. Este sonho foi vivio por Gene Roddenberry, criador da série televisa e depois cinematográfica, que lançou uma das (senão a mais) famosa série de Ficção Científica[bb], abordando de modo inteligente e inovador temas sociais, dramas pessoais, conflitos tendo como pano de fundo a Via Láctea.

    A história de Star Trek[bb] é vastíssima e com pouca pesquisa na internet você deve achar miuta, mas muita inforação mesmo a respeito. Por isso vou poupar tempo e espaço no Blogarte.

    Deixo aqui um belíssimo infográfico que mostra a evolução de Star Trek[bb] ao longo desses 45 anos e abrindo caminho para que esta data estelar seja celebrada mais e mais vezes. “Dobra espacial 9, sr. Sulu. Acionar”.

    The entire history of Star Trek is in this SPACE.com timeline infographic.

    Fonte

    continue lendo
  • Vídeos testes de CGI do Superman versus Hulk

    Um pouco ausente nas postagens do Blogarte mas aí vão alguns vídeos do canal do youtube do usuário mhabjan de testes de CGI[bb] do voo do Superman[bb] e de uma luta entre o Super e o Hulk[bb]. Bem bacanas os testes das animações.

    Voo do Superman[bb]

    [youtube d7M98F_HZJQ]

    Luta entre Superman[bb] e Hulk[bb]

    [youtube L6dj7YCEKhw]

    [youtube BbizTBYs-rQ]

    Atualização: outra animação teste que achei em homenagem ao Superman e ao ator Cristopher Reeve (o único a encarnar de fato o Superman).

    [youtube Os5JUoNZ-jM&feature=related]

     

    continue lendo
  • Vencedores do Oscar 2011 – categorias técnicas audiovisuais

    No último domingo aconteceu a premiação do Oscar 2011 e colocarei aqui os filmes premiados pela técnica e criatividade nas categorias audiovisuais. E os vencedores são:

    Inception (2010) Christopher Nolan

    http://www.bscreview.com/wp-content/uploads/2010/07/inception1.jpg

    Leva para casa todas as estatuetas técnicas. Assim temos a Cinematografia (Wally Pfister), os Efeitos Visuais (Chris Corbould, Paul J. Franklin, Andrew Lockley, Pete Bebb), a Mistura de Som (Lora Hirschberg, Gary Rizzo, Ed Novick), e o Design de Som (Richard King).
    Richard King leva o terceiro Oscar no design de som, depois de em 2008 ter trabalhado também Cristopher Nolan em The Dark Knight (2008), em em 2003 para Master and Commander: The Far Side of the World (2003). Já Wally Pfister vê finalmente o seu trabalho reconhecido. Tinha sido nomeado antes para The Dark Knight (2008); The Prestige (2006) e Batman Begins (2005).

    Alice in Wonderland (2010) de Tim Burton

    http://cinehaus.files.wordpress.com/2010/01/johnny_depp_helena_bonham_carter_alice_in_wonderland_tim_burton.jpg
    Arrecada com o esperado a Direção de Arte (Robert Stromberg e Karen O’Hara) e Design de Figurino (Colleen Atwood). Robert Strombreg faz um bis na direção de Arte, já que no ano passado tinha levado a estatueta para o seu belíssimo trabalho em Avatar (2009). Não tenho aqui qualquer dúvida em afirmar que Stromberg é um autêntico mago no que toca à criação de “mundos história”.

    Toy Story 3 (2010), Lee Unkrich (Pixar)

    http://lh3.ggpht.com/_z6y9igyqQw0/Sm-YtwM4YuI/AAAAAAAAABY/EjJZ7B-q2dI/s800/Toy-Story-2-pixar-116966_1024_768.jpg
    Não teve competição à altura este ano. “Como treinar seu dragão” (2010) até tem uma boa história, e bons personagens, mas tecnicamente foram feitas opções que tornaram o filme muito menos rico, nomeadamente no campo dos cenários e da iluminação.

    The Lost Thing (2010) de Shaun Tan, Andrew Ruhemann
    Animação curta metragem. Um filme produzido pela Passion Pictures Australia subsidiária da casa mãe inglesa Passion Pictures que no campo da publicidade e efeitos visuais tem sido brilhante.

    [youtube kikA9pUAnWs]

    Agora indo às categorias mainstream, The King’s Speech (2010) levou como esperado Melhor Filme, Melhor Ator (Colin Firth), Melhor Argumento Original (David Seidler) e Melhor Realização (Tom Hooper). Natalie Portman Melhor Atriz Principal (Black Swan (2010)). The Social Network (2010) levou a melhor Montagem (Kirk Baxter, Angus Wall) que deveria ter ido para Jon Harris em 127 Hours (2010), melhor Argumento Adaptado (Aaron Sorkin), e melhor música (Trent Reznor e Atticus Ross). Inside Job (2010) levou a melhor no documentário face a alguma expectativa para Exit Through the Gift Shop (2010).

    Julgo que a questão da ausência de surpresas não se prende propriamente com a cerimónia mas com a quantidade de outros festivais e concursos prévios, aonde os mesmo filmes estão nomeados o que acaba por contribuir para a total ausência de interesse que a cerimónia dos Oscars se vem tornando com o passar dos anos.

    Quando comparado com os outros grandes momentos do ano (Cannes, Veneza, Berlim e Sundance), este festival acaba por ser o menos original. A título de exemplo, desde Dezembro foram muitos prêmios que Natalie Portman e The King’s Speech ganharam. Desde os Bafta aos Golden Globes passando por quase uma dezena de Associações de Críticos Americanas (Austin, Boston, Ohio, Chicago, Dallas, Florida, Broadcast Film).

    A lista completa dos Oscars 2011 pode ser vista na IMDB.

    Fonte: Virtual Illusion

    continue lendo
  • TRON: Legacy – Daft Punk – Derezzed video

    Tempão sem postar nada realmente de interessante e original. Fiquem então com o clipe da música Derezzed, do Daft Punk, integrante da trilha sonora do filme TRON – Legacy, que estréia em dezembro em 3D.

    Poster

    Poster

    Muita expecativa nesse filme pra ser um deleite visual e auditivo em uma ótima sala 3D. Nem espero tanto de roteiro.

    [youtube SPFpcKm0B7U]

    continue lendo
  • Tron Legacy trailer 2

    Um dos remakes mais aguardados dos últimos anos e eque espero que não decepcione – Tron Legacy (Tron: O Legado) está com trailer novo de 2min30 lançado na San Diego Comic-Con.

    O vídeo de dois minutos e meio detalha mais a história – a começar pela infância de Sam Flynn – e termina em grande estilo com um jato de luz. No filme, Sam Flynn, gênio tecnológico de 27 anos, filho de Kevin Flynn, investiga o desaparecimento de seu pai e se descobre engolido pelo mesmo mundo de programas e gladiadores virtuais onde seu pai mora há 25 anos.

    Tron Legacy é dirigido por Joseph Kosinski e chega aos cinemas em 2-D e 3-D no dia 17 de dezembro.


    Fonte: Omelete

    continue lendo
  • RSS
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube