Arte

  • Dicas de Arte 01 com Prof. Garcia Junior – documentário “Como a Arte fez o mundo”

    Sou professor de Arte há 21 anos e, além dos meus materiais didáticos próprios como Apostila e slides sobre Arte, também gosto de passar e discutir sobre documentários. Esse vídeo é uma dica sobre a série da emissora inglesa BBC chamada “Como a Arte fez o mundo” com 5 episódios cada um com cerca de 1 hora de duração.

    Embarque numa excitante jornada do tempo por cinco continentes até o coração da criatividade. Mesclando história social, política, ciência, natureza, arqueologia e religião, esta série de reconhecimento internacional desvenda um mistério universal: porque o mundo ao nosso redor parace do jeito que é. Os mistérios do mundo atual são respondidos voltando-se no tempo até o início da civilização através das mais impressionantes criações humanas do mundo.

    Uma linha narrativa poderosa nos leva a cada capítulo com interessantes demonstrações científicas, revelando como nossas mentes e as dos nossos antigos ancestrais se relacionam com a arte. Belo, surpreendente, cativante e, acima de tudo, pertinente, com uma ambição visual que o assunto merece, esta aventura inspiradora atrairá não apenas os amantes da arte, mas a todos que já se perguntaram sobre o lugar da humanidade neste mundo.

    Programa Um – Mais Humano do que o Humano… Uma imagem domina nosso mundo contemporâneo acima de todas: o corpo humano. Como A Arte Fez o Mundo viaja do mundo atual da propaganda até os templos da Grécia clássica e às tumbas do Egito antigo para resolver o mistério do porque os humanos se cercam com imagens do corpo que são tão irreais.

    Programa Dois – O Dia em que as Imagens Nasceram A descoberta de pinturas préhistóricas em cavernas no último século levou à chocante constatação de que os humanos têm criado arte nos últimos 30.000 anos. O episódio 2 revela como as primeiras figuras do mundo foram criadas e como as imagens talvez tenham desencadeado as grandes mudanças na história humana.

    Programa Três – A Arte da Persuasão Os artifícios visuais usados por Tony Blair e George Bush para se elegerem e manterem o poder não são criações do mundo moderno, mas de um mundo há milhares de anos atrás. Como a Arte Fez o Mundo volta no tempo até a criação de Stonehenge e ao reino de Alexandre O Grande para revelar como o imaginário se tornou uma arma indispensável no arsenal de todo líder político.

    Programa Quatro – Era uma vez…. A cada ano mais de 7 bilhões de pessoas em todo o mundo são atraídas para assistir o último mega sucesso do cinema. Esse episódio revela como os mais poderosos meios narrativos que já foram criados exploram as técnicas inventadas por artistas do mundo antigo.

    Programa Cinco – Morrer e Voltar Hoje no século 21 as pessoas vêem muito menos cadáveres do que em qualquer outra época da história. Entretanto, no mundo moderno parecemos quase obcecados com as imagens da morte. Numa investigação envolvendo a antiga Jericó, os Astecas na América e a clássica Itália, o programa descobre o que é que compele os seres humanos a se cercarem com imagens da morte há milhares de anos.

    Fonte.

     

    continue lendo
  • Vovó Rosilda Santiago falando sobre a História do Liceu Maranhense

    Entrevista feita com a minha avó materna Rosilda Tavares Santiago, nascida em 1928, falando sobre as aulas de Música na escola Liceu Maranhense com a famosa professora Lilah Lisboa (cuja atual Escola de Música do Maranhão leva seu nome) entre 1942 a 1945. A vovó Rosilda é formada em Letras, lecionou muitos anos, principalmente na antiga escola Rosa Castro, em escolas particulares e foi professora de francês na Aliança Francesa em São Luís Maranhão. Essa filmagem foi feita por mim, Garcia Junior (atual professor de Arte, coordenador do Grupo de Música do Liceu Maranhense e supervisor do PIBID de Música da UEMA no Liceu), seu neto mais velho, em 2015 quando o Mal de Alzheimer ainda dava uma trégua. Em fevereiro de 2018 Vovó Rosilda fará 90 anos. Filmagem e edição: Garcia Junior. Música: Banda Scalene.

    continue lendo
  • Novas artes de minha autoria para a Bat Expo

    Novas artes que fiz no 2º semestre de 2017 e no comecinho de 2018 para integrarem a #BatExpo – exposição de artes originais de #desenho e #pintura de artistas maranhenses e sua interpretação do universo do #Batman. O Coringa, Arlequina, Batman Ben Affleck e Batman Comics foram pinturas em tela e as demais obras em papel canson com técnica mista. — Garcia Junior. Instagram: @garcia_imagetica

    continue lendo
  • Fotografia artística de coleção Batman Arkham

    Aqui estão trabalhos artísticos que faço unindo três hobbys: fotografia, coleção de action figures baseadas na série dos games Batman Arkham do fabricante DC Collectibles e construir dioramas (cenários em miniatura) pras composições.

    Para obter resultados interessantes com a fotografia uso uma Canon EOS Rebel T5i com lente 18mm-55mm e tripé. Preparo as luminárias caseiras e uso às vezes uma caixa de papelão com papel vegetal pra deixar luz difusa e papel celofane pra dar cores às luzes. Os dioramas são feitos com base de isopor ou papelão e uso materiais baratos que podem ser comprados em papelaria e muito materiais reciclados vindo de peças de eletrônicos variados. A diversão é “brincar” com os action figures (os bonecos de adultos) inventando situações e poses de modo criativo.

    Faço parte de um ótimo grupo de fotógrafos de colecionáveis, o CAFA (Composição Artística de Figuras de Ação) em que os membros interagem com o mesmo objetivo: aprender fotografia se divertindo com sua coleção. Aqui o link pra fanpage do CAFA.

    continue lendo
  • BAT EXPO – exposição de artes originais com tema BATMAN

    A BAT EXPO é uma iniciativa do professor de arte e designer gráfico Garcia Junior de reunir obras de artistas maranhenses tendo como tema o universo do personagem Batman, da editora DC Comics. As obras são, em sua maioria, em formato A3 (42cm x 29,7cm) feitas com quaisquer técnicas e materiais e em qualquer estilo artístico visual de desenho e pintura, desde lápis até técnica mista (aquarela, nanquim acrílica e spray). A proposta é levar a Bat Expo a eventos de cultura nerd e pop para que o público possa apreciar e valorizar os artistas maranhenses explorando esse personagem icônico das Histórias em Quadrinhos. Dentre os artistas existem desde crianças com talento e potencial até profissionais do ramo que atuam em editoras internacionais.

    A próxima Bat Expo será durante o evento Tenkai Fest 2ª edição, no dia 11/12/2016, no Centro Educacional Liceu Maranhense, São Luís, Maranhão. Mais informações na página do evento.

     

    continue lendo
  • WORKSHOP SOBRE CRIATIVIDADE COM GARCIA JUNIOR

    O “Workshop sobre Criatividade” consiste numa exposição dialogada em que os participantes verão conteúdos relacionados à Arte, Design, História, Psicologia e Neurolinguística. O ministrante Garcia Junior é arte educador e designer gráfico com 20 anos de experiência, sócio-proprietário da Imagética Consultoria e Design – www.imagetica.net – autor da Apostila de Artes Visuais (material didático de Arte mais baixado em todo o Brasil), professor efetivo da SEDUC MA, supervisor do PIBID de Música da UEMA, palestrante e produtor cultural.

    Mais sobre o currículo do ministrante: https://www.linkedin.com/profile/preview?locale=pt_BR&trk=prof-0-sb-preview-primary-button

    Página do evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1059019824180869/

    ————————–————————–————-
    O local – SPOT Qualificação Profissional – dispões de ambiente climatizado e confortável, de fácil acesso e propício ao aprendizado, além da experiência na organização de cursos, palestras e treinamentos.

    —————————————————————–

    - Duração: 4h.

    - Horário: 14h às 18h.

    - 24 pessoas por turma.

    - Turma 01: 14/07/2016.

    - Turma 02: 21/07/2016.

    - Turma 03: 28/07/2016.

    - Investimento: R$ 80,00

    - Local, informações e inscrições:
    SPOT – Qualificação Profissional

    São Luís MA

    - Fones: 98 30834636 / 98 992415631

    continue lendo
  • Palestra na FLAEMA sobre a Apostila de Artes Visuais

    Fui convidado pela organização da FLAEMA (Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense) para fazer uma palestra gratuita sobre minha Apostila de Artes Visuais[bb] que é o material didático de Arte[bb] mais baixado em língua portuguesa. Página do evento no Facebook.

    Local: Shopping da Ilha (praça central – área Templo Grego), São Luís – MA

    Dia: 20/05/2016

    Horário: 13h50 às 14h20

    ENTRADA GRATUITA

     

    continue lendo
  • Exposição de Artes Visuais de alunos do Liceu Maranhense 2015

    Trabalhos de Arte[bb] dos meus alunos de todo o 3º ano matutino e vespertino de 2015 do Centro de Ensino Liceu Maranhense (São Luís – MA). Os trabalhos foram de desenho[bb],pintura[bb],colagem[bb] e técnica mista na forma de releitura, reprodução ou interpretação dos movimentos de vanguarda da Arte do final do séc. XIX e início do séc. XX.

     

    continue lendo
  • Projeto de Música Liceu Maranhense

    Alunos de Ensino Médio do Grupo de Música do Centro de Ensino Liceu Maranhense (São Luís – MA). Trabalho desenvolvido pelo prof. Garcia Junior (arte educador) a dois anos junto em colaboração com o PIBID do curso de Música da Universidade Estadual do Maranhão. Filmagem e edição: Garcia Junior.

    continue lendo
  • Deuses africanos em manipulações fotográficas

    Mesmo o Brasil sendo um país cuja cultura foi imensamente influenciada pela herança dos africanos, de um modo geral sabemos pouco sobre a mitologia africana. Só recentemente os conteúdos afro-brasileiros (história, arte, religião) foram considerados importantes para entrarem no currículo oficial das escolas públicas e particulares no país.
    Conhecemos Zeus, Hércules, Thor e Loki (massificados pelos quadrinhos, filmes e séries mas, se formos parar pra ver, poucos de nós conhecem bem os orixás de religiões como Umbanda e Candomblé. Um dos motivos para tal negligência e ignorância foi (e ainda é, de certa forma) a influência da religião cristã, inicialmente católica e agora de modo mais combativo os neo-pentecostais e evangélicos.
    Preconceitos e discriminações à parte a verdade é que a integração das religiões afro na sociedade é pouco difundida, então mesmo sabendo alguns nomes por aí, é difícil quem saiba dar forma a esses deuses. A representação imagética dos deuses e entidades são muito pouco conhecidas. Quais suas formas, suas principais características?
    O fotógrafo americano James C. Lewis, CEO da Noire 3000 Studios, resolveu ser mítico e criou a série Yorùbá African Orishas, que representa 20 dos mais de 400 deuses da religião nigeriana yorùbá (ler iorubá), que deu origem, por intermédio do tráfico de escravos, a várias ramificações no Brasil, Jamaica, Cuba e Caribe, como Santeria as já citadas Umbanda e Candomblé.
    Diferente, no entanto, das ilustrações comumente vistas das divindades, James resolveu fazer uma representação menos adereçada e mais estilizada. Há uma grande valorização da aparência dos deuses, bem no estilo do que podemos encontrar em outras mitologias — com direito a muito músculo e umas feições que lembram personagens de filmes, séries ou games. Se Thor e Loki podem ser representados no cinema assim, por que não esses deuses?

    Aganju: Deus dos vulcões e desertos, também pai de Xangô (em outras histórias, seu irmão).
    Representação padrão -
    Obaluaiyê: Deus das doenças e enfermidades.
    Representação padrão -
    Erinlè: Deus da saúde física e bem-estar, médico dos deuses (e segurança de buaty nas horas vagas, combinemos). No Candomblé ele corresponde a Oxóssi.
    Representação padrão -
    Exú: Deus das encruzilhadas, mensageiro entre humanos e divindades.
    Representação padrão -
    Ìbejì: Deuses da juventide e vitalidade, também conhecidos como os Gêmeos Sagrados (as moça tá tudo pedindo pr’eles serem sagrados na casa delas qu’eu seeeei) (e são normalmente relacionados aos famosos Cosme e Damião dos docin).
    Representação padrão -
    Obatalá: Deus da humanidade e retidão espiritual e moral, Rei do Pano Branco e segundo filho de Olorum (o criador do universo). E, na moral, deve dar um pau no Shao Kahn.
    Representação padrão -
    Obá: Deusa do casamento e domesticidade, esposa banida de Xangô e filha de Iemanjá.
    Representação padrão -
    Oxumarê: Deus da mobilidade, cobra-arco-íris (ele é uma serpente em algumas representações), guardião das crianças, lorde das coisas prolongadas e controlador do cordão umbilical (Ah, e também é considerado protetor dos LGBT!).
    Representação padrão -
    Ogum: Deus guerreiro do ferro, trabalho, política, sacrifício e tecnologia.
    Representação padrão -
    Okô: Deus da agricultura e colheita (e faz ponta de Chris Rock vez ou outra).
    Representação padrão -
    (pronto pra soltar um Hadouken na tua fuça) Olokun: Deus do oceano abissal, e significa “sabedoria imensurável”.
    Representação padrão -
    Olorum: Deus e criador do Universo, também conhecido como O Senhor do Céu.
    Representação padrão -
    Ori: Deus da intuição espiritual e destino. Seu nome significa, literalmente, “cabeça”.
    Representação padrão -
    Orunmilá: Deus da sabedoria, adivinhação e vidência.
    Representação padrão -
    Oxum: Deusa da beleza, amor, fertilidade e divindade dos rios.
    Representação padrão -
    Oxóssi: Deus da caça e patrulha, protetor dos acusados e de quem busca justiça (ou seja, protetor da maior parte dos filmes de ação).
    Representação padrão -
    Oyá: Deusa guerreira do vento, mudanças bruscas e redemoinhos. Poderosa feiticeira (pode isso, povo do RPG? Guerreira, feiticeira e elemental?).
    Representação padrão -
    (canto deOssanha ou Ossaim: Deus da floresta. Curador natural, guardião das ervas (tem que ter o Mago Branco na party, né, galere?)
    Representação padrão -
    Xangô: Deus do fogo, raio e trovão. Representa o poder e sexualidade masculinas.
    Representação padrão -
    Iemanjá: Deusa-mãe da humanidade, divindade do mar, filha de Obatalá e mulher de Aganju.
    Representação padrão -
    continue lendo
  • RSS
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • YouTube